Você sente um desânimo ou cansaço pós Covid?

Sobre o cansaço físico e emocional no esporte após contrair a Covid. 

 

Se você se identificou com o título deste texto, provavelmente passou pela mesma situação de estar desanimada com os seus treinos, após ter contraído a Covid, não é? Além de sequelas físicas, como cansaço, fadiga e dores musculares, contrair a Covid também deixou sequelas psicológicas, influenciando diretamente no emocional. 

Nossa fundadora Gabi passou por essa situação e compartilhou com a gente um relato sobre como foi essa experiência para ela e em como impactou na sua performance esportiva. Ela também comenta sobre a importância da autocompreensão e em se adaptar a essa vivência que é nova e imprevisível.

- Como você lidou com o Covid sem poder praticar suas atividades físicas? 

  • Gabi, fundadora DOMANI: Durante o Covid procurei ao máximo aproveitar o tempo que eu tinha em casa. Organizei minhas coisas, coloquei as séries em dia e também consegui trabalhar bastante de forma remota. Não senti tanto os impactos da doença durante o período que estava em isolamento, graças a vacina, o problema para mim, foram as coisas que decorreram no pós covid.

- Agora, no pós COVID, você sente alguma sequela física ou psicológica?

  • Gabi, fundadora DOMANI: Após o Covid tive sequelas com doenças respiratórias, como por exemplo a sinusite. Por isso, acabei tendo que tomar antibióticos e também perdi muita massa muscular, ficando fraca e sem motivação. Isso acabou impactando muito no mental, afinal, quanto mais você se alimenta bem e mais pratica esporte, mais você tem vontade de investir na sua saúde, porém eu não sentia fome e estava super fraca. Não queria fazer esporte porque estava sem disposição.

“Perdi muita massa muscular, ficando fraca e sem motivação.”

  • Depois de 2 meses pós Covid que voltei a me alimentar melhor, prestar atenção no quanto que preciso comer para fortalecer o meu corpo, é super importante. Sei o quanto é importante “ouvir o meu corpo”, mas eu no momento não posso fazer isso porque meu corpo diz que “não estou com fome” quando na verdade preciso me alimentar bem para ter energia. O mais difícil foi voltar para o esporte, aos poucos estou buscando aulas e voltando. Não estou me pressionando, entendo que o importante é movimentar um pouco o corpo. Se consigo fazer uma caminhada já está ótimo, já é alguma coisa que dá motivação para comer melhor e praticar atividade física também.

“Não estou me pressionando, entendo que o importante é movimentar um pouco o corpo. Se consigo fazer uma caminhada já está ótimo.”

- Além do incentivo à vacinação, que mensagem você deixa para as mulheres que passaram pelo que você passou?

  • Gabi, fundadora DOMANI: Incentivo o que funcionou comigo, que foi buscar uma nutricionista para entender se eu estou nutrindo o meu corpo o suficiente. O Covid é uma doença que não conhecemos muito, então fazer exames de rotina é super importante. Está tudo bem em saber que você não está 100% disposta após uma doença dessa. Voltar aos poucos e manter a constância é um começo. Caminhada, exercício de respiração, uma meditação, passear com o seu cachorro… 15 minutinhos de movimento já fazem toda a diferença.

“Está tudo bem em saber que você não está 100% disposta após uma doença dessa. Voltar aos poucos e manter a constância é um começo.”


Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados